“Siringa lilás” : uma planta para o sul do País.

Por Gustaaf Winters

A família das Oleáceas possui representantes em praticamente todos os continentes. Com 30 gêneros e cerca de 600 espécies, apenas 15 espécies são nativas. Entre elas a Chionanthus filiformis – ”azeitona silvestre”: uma árvore grande do sul da Mata Atlântica em perigo de extinção. Fazem parte dessa família, outras introduzidas no Brasil, como os “ligustros” e os “jasmins”. No exterior, a mais popular seja possivelmente a “oliveira”, produtora das azeitonas.

A “Siringa lilás” – Syringa vulgaris  é um arbusto de grande porte. Pode ser empregada no Paisagismo como planta isolada, em renques ou até ser conduzida como arvoreta para plantio em calçadas estreitas, encimadas por fiações elétricas e telefônicas.

Possui algumas variedades de flores brancas, vermelhas, simples ou dobradas.

 

CARACTERÍSTICAS DA ESPÉCIE:
- Nome científico:
Syringa vulgaris
- Nome popular: Siringa lilás . Lilás ou Lilaseiro.
- Origem: Europa, Afeganistão e Cáucaso.
- Porte: de 3 a 5 m
- Florescimento: Primavera
- Flores: Perfumadas de cor lilás
- Ambiente: Sol pleno
- Clima: Aprecia o frio
- Solo: Drenado com matéria orgânica. 1/2Terra areno-argilosa, ¼ de areia e ¼ de esterco animal curtido.
- Podas: Logo após o florescimento
- Reprodução: Por sementes, estacas, alporque e enxertia.

   
   

Plantas Interessantes

Lançamentos, curiosidades que você também poderá receber por nossos News letter.

 

Cadastre seu E-mail

Voce vai receber nossas notícias sobre cursos e informaçoes interessantes sobre plantas.

Digite o Resultado da soma: 5+2